Forró Beneficente

Voluntários prestam serviço no Forró Beneficente no Bramil do Itamarati

Voluntários prestam serviço no Forró
Beneficente no Bramil do Itamarati

Anualmente as unidades dos Supermercados Bramil promovem atividades beneficentes, como um forró. Na festa o público ultrapassa a participação de mais de mil pessoas. A renda é revertida para entidades sem fins lucrativos de Petrópolis. O Lions Clube de Petrópolis Itaipava atua regularmente na ação social e com parte do dinheiro arrecadado realiza nas dependências do supermercado uma Feira de Saúde. Este ano o Forró Beneficente ocorrerá no dia 22 de junho, a partir das 17h, no estacionamento do Bramil no Itamarati.

De acordo com Márcia Volpato o objetivo do Lions Itaipava é promover a Feira de Saúde, mas antes é necessário conseguir os recursos financeiros. A parceria com o supermercado atende esta necessidade. “Além do Lions Clube outras duas entidades participam da atividade beneficente: Grupo dos Amigos dos Autistas de Petrópolis (Gaape) e Creche São José do Itamarati. Este ano haverá mais uma vez o forró beneficente com sorteio de brindes. Entre os prêmios há geladeira, aparelho de televisão, liquidificador, móveis de jardim e vários outros brindes. Os voluntários das entidades trabalham na barraca de comidas e bebidas, servindo refrigerantes, cerveja, quentão, canjica, cachorro quente, pastel e outras comidas típicas. No fim do forró o faturamento com as vendas é dividido entre as três entidades. O dinheiro arrecadado possibilita a compra de fitas para exames de glicose para verificarmos se há pessoas com diabetes na comunidade”.

Feira de Saúde

Quick Massagem na Feira de Saúde no Bramil do Itamarati

Quick Massagem na Feira de Saúde
no Bramil do Itamarati

A principal ação social do Lions Itaipava é a realização de Feiras de Saúde. Em geral a atividade é feita em parceria com os Supermercados Bramil, tanto em Itaipava quanto no Itamarati. Mas também é promovida em diferentes comunidades, tendo sido atendidos bairros como Siméria, Pedras Brancas, Atílio Marotti, Vila Sossego, Vale do Cuiabá e Laginha.

Márcia Volpato diz que a principal intenção do Lions Itaipava é identificar pessoas com diabetes, pois o agravamento da doença, em virtude da retinopatia diabética, pode levar a cegueira. “Lions Internacional propõe atividades para evitar a cegueira e o diabetes traz esse risco para a população. Há vários casos de pessoas que identificamos com a doença e que não tinham noção disso. Em complemento a essa atividade fazemos os testes de acuidade visual, aferição da pressão arterial. Com um movimento intenso divulgamos várias campanhas, como de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, câncer de mama, violência contra a mulher, uso de álcool e drogas. Há ainda corte de cabelos e massoterapia, como o shiatsu. As vezes confundem a nossa atividade social com uma Ação Global, mas o objetivo não é o mesmo. Nosso foco é procurar evitar a cegueira. Mesmo assim ao longo dos anos temos desenvolvido uma extensa gama de atividades, através de parcerias com médicos, cursos profissionalizantes, clínicas e hospitais atendemos as áreas de oftalmologia, cardiologia, clínica médica, dermatologia, fonoaudiologia, ginecologia, nutrição, pediatria e psicologia”.

Campanha de acuidade visual

Lions Itaipava promove campanhas de acuidade visual

Lions Itaipava promove campanhas de visão

Em 2014, durante a Feira de Saúde o Lions Itaipava promoveu uma campanha de acuidade visual com os funcionários dos Supermercados Bramil. “Através de uma parceria com a Clínica de Olhos do Dr Tannure foram realizados os exames oftalmológicos a preços populares. As consultas foram agendadas e com a posse das receitas oftalmológicas foi visto quais eram os funcionários do Bramil que tinham interesse em receber os óculos. Os quais foram disponibilizados pela parceria com o Instituto Ver & Viver, uma iniciativa da Essilor, em que foram feitas a montagem e entrega dos óculos na própria empresa, mediante os seguintes valores: óculos para pessoas com casos de miopia ou hipermetropia, R$ 50,00; óculos para pessoas com casos de astigmatismo, R$ 60,00; e, pessoas precisando de óculos para perto e longe, R$ 80,00. Para este ano o Lions Itaipava irá promover novamente a campanha, mas ainda está aguardando a confirmação dos valores por parte do Instituto Ver & Viver”, informa Márcia Volpato.

Uma outra atividade do Lions Itaipava durante a Feira de Saúde deste ano será o atendimento a estudantes da rede pública nas imediações do Bramil do Itamarati. Os Lions Clubes têm um programa através de parceria com a empresa Arcelor Mittal que procura atender estudantes que não tem recursos para aquisição de óculos. Em razão da Feira de Saúde contatamos a Escola Municipal Duque de Caxias, situada no bairro do Itamarati, que demonstrou interesse em participar da campanha. A escola possui 176 alunos e 17 profissionais de educação. Para entregar gratuitamente os óculos para os estudantes que tenham necessidade de correção visual o Lions Itaipava está verificando a disponibilidade do médico oftalmologista.

Shiitake

O engenheiro agrônomo Júlio Carvalho e Márcia Volpato na FungiPetro, produtora de shiitake no Brejal

O engenheiro agrônomo Júlio Carvalho e Márcia Volpato na FungiPetro, produtora de shiitake

Para contribuir com o Forró Beneficente no Bramil do Itamarati o produtor de shiitake, Júlio Carvalho, está disponibilizando 40 Kg do produto para ser servido como caldo pelo Lions Itaipava. Júlio além de ser engenheiro agrônomo também é associado da entidade, tendo sido empossado recentemente. “O shiitake é um cogumelo comestível nativo do leste da Ásia, é o segundo mais consumido no mundo. O cultivo no Brasil teve início da década de 1990 e há quatro anos tenho feito o cultivo no Brejal. É muito nutritivo, rico em proteínas, contendo em relação à matéria seca 17,5% de proteínas, podendo substituir a carne vermelha nas refeições, com nove aminoácidos essenciais. Possui substâncias com propriedades medicinais para o tratamento e controle de pressão arterial, redução do nível de colesterol, fortalecimento do sistema imunológico, e inibição do desenvolvimento de tumores, vírus e bactérias. Desde que comecei o cultivo nunca mais senti gripe ou resfriado”, afirma o engenheiro agrônomo.

Há quatro anos produzindo shiitake Júlio Carvalho diz que o produto é um alimento rico em fibras, reduzindo o açúcar do sangue, sendo indicado para diabéticos. “Por causa da lentinana previne e combate doenças e infecções, auxiliando o sistema imunológico, reduzindo as chances de desenvolver câncer. A substância é capaz também de prevenir a trombose, impedindo a formação de coágulos, melhorando a circulação. Tem abundância em selênio, ácido fólico e vitamina B9. Uma porção fornece 70% das necessidades de cobre e 50% da ingestão diária de vitamina B5. Reduz os riscos de acidente vascular cerebral (AVC). Mas deve ser consumido com moderação por pessoas que passaram por implantes recentes, pois pode dar rejeição, em virtude do fortalecimento do sistema imunológico”.

Caminhos do Brejal

Shiitake têm propriedades medicinais

Shiitake têm propriedades medicinais

O roteiro turístico Caminhos do Brejal nos leva a fazer um passeio por chácaras, sítios, fazendas, haras e pousadas em uma área rural. A localidade está situada a 50 minutos do Centro Histórico de Petrópolis. Júlio Carvalho comenta que além de referência em agricultura orgânica, o Brejal também é conhecido pela criação de aves para produção de alimentos. Onde hoje produz shiitake já foi uma granja. Na localidade há produção de tomate, batata doce, inhame, cenoura, beterraba, vagem, alface, chuchu, brócolis americano e comum, além da criação de gado há também as famosas trutas do Firmeza.

No Brejal, Júlio apresentou todas as fases de produção do shiitake, onde costuma colher cerca de 500 Kg por mês com a ajuda de dois funcionários. “O shiitake é produzido em compostos orgânicos à base de serragem de eucalipto que são esterilizados no autoclave, previamente hidratada e mediante correção do pH. Em um dos galpões climatizados, fechado em ambiente escuro, repousa por quase quatro meses até o aparecimento dos frutos e sua colheita. O shiitake é uma especiaria e pode ser preparado em sopas, molhos, conservas, saladas e até empanado”, orienta o produtor rural.

 

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *